terça-feira, 30 de agosto de 2011

Energia

Certa vez uma garota muito alegre, sorridente e de bem com a vida deu-se conta de todo o bem que proporcionava as pessoas e o quanto as pessoas a correspondiam ou não.

Em uma ocasião de muitos conflitos internos, esta menina decidiu que não seria mais a menina que sempre ajudava as pessoas, pois jamais era reconhecida e somente cobrada pelo que ainda deveria ser feito.

Passaram-se meses até que a menina percebeu o quanto estava sendo mesquinha em ''receber em troca'' o bem que fazia aos outros... Pensando nisso, a menina, muito entusiasmada em buscar suas respostas questionou-se: Se eu fizer o bem não importando a quem em algum momento eu terei efeitos positivos, serei grata por ver o quanto as pessoas estão felizes e o quanto as faço importantes neste planeta chamado vida.

Com base em um dos pensamentos a seguir:
''Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.''
(Antoine de Saint-Exupéry)

Resolvi ser quem eu sou: uma pessoa do bem e que jamais fechará os caminhos para as pessoas do bem. Ou seja, nada de neuroses, encanações e outras baboseiras que permeiam a mente. Podemos dizer o quanto essa garota voltou a sorrir e a encantar todos que estavam ao seu redor.

Fica uma reflexão desta citação:

Não importa o quanto a vida te dá algo em troca, procure viver e buscar a sua felicidade interior, seja nas pequenas atitudes ou mesmo no brilho do seu olhar reluzente ao brilho do sol.

Não podemos perder tempo nesta vida com coisas pequenas, pessoas sem caráter e situações complicadas. Façamos da vida apenas uma sucessão de dias que deverão ser vividos ao máximo como se fosse a sua última oportunidade de ser feliz e alguém também ser feliz.

Um grande beijo,


Dessa

2 comentários:

constante devaneio disse...

O equilibrio é a chave de tudo =)

jakinha disse...

Te amo, minha amiga!